Será que ainda posso encontrar um bom parceiro?

Foi essa frase que acabei de ler na página principal do hotmail que me inspirei a escrever esse post.

Casamento nunca teve tão em alta eu acho,porém a solterice também.
Há quem goste dessa liberdade e da vida despreocupada e descompromissada.
Sem rotina, e tudo diferente a cada dia.
Em contra partida a industria casamentística vem crescendo ainda mais.

Mais muita gente se encontra só, e se pergunta se ainda pode encontrar um bom parceiro.

Bom quando leio parceiro penso: parceiro mesmo, aquele que ta junto no frio, na chuva, na festa, na dor...

Como domingo de manhã, eu com aquela preguiça gostosa, uma dorzinha de ouvido de leve e o Jaison me diz: "Vamos para a praia? a gente deixa o Sansão em casa"
Eu pensei comigo :"aaiiii eu quero dormir..." olhei pra ele e disse "Vamos"

Isso é parceira abrir mão daquele soninho gostoso, ou do que você mais gosta para fazer o que o outro mais gosta.

Eu acho que quem não atropela as coisas e tem paciencia pode sim encontrar um bom parceiro.

Como namorei por muito tempo, sempre era questiona e ainda hoje sou pelasminhas amigas "será que vou encontrar o grande amor da minha vida também?"
Eu sempre respondo a mesma coisa: é claro que sim, pode ser cliche mais toda panela tem sua tampa, o negócio é ficar "tranqui".

As coisas acontecem quando menos esperamos, e nem sempre conhecemos a tampa da nossa panela e já sabemos que vai ser pra sempre.

Deixar rolar e esperar pra ver o que vai acontecer é o melhor, não vá com sede ao pote que você pode ir até o pote errado.

Existe sim caras que também desejam um parceira pra todas as horas ao seu lado.Muitas mulheres tem a mania de dizer que homem não presta, mais não podemos radicalizar, hoje na praça mais do que nunca tem caras procurando a tampa da sua panela, querendo sussegar o faxinho, dormir de conchinha, almoço na casa da vovó aos domingos, e assistir pânico na tv domingo a noite.

Está na moda tudo isso, e na verdade não tem coisa mais gostosa.

O grande problema do ser humano é que na hora que pensa em parceiro ideal, já pensa em uma barriga de tanquinho, um cerebro de genio, que saiba tocar violão, não ronque, saiba cozinha e faça todas as suas vontades.
ALOUUUU, isso não é novela das 9.
Não adianta, depois que você casar, você vai sim encontrar a toalha amontoada no box, a pia suja de pasta de dente e por aí vai.
Casamentos não são como nos filmes, parte do casamento pelo menos não é, a outra parte depende de você.
Pois na realidade porque você não pode ser a esposa ideal e perfeita?
Que sede e faz as vontades?
Aposto que tudo isso será notado e retribuido de alguma forma.

Se pararmos de querer que todos nossos desejos sejam realizados, se abrirmos mão de muitos deles, para realizar a vontade do outro, aí sim, estamos falando de um conto de fadas real.
E eu posso garantir que realizar o desejo do outro é tão prazeroso quanto realizar o seu, pois quando a amor, você quer ver a outra pessoa feliz, quer que suas vontades sejam feitas e por aí vai.

Respeite o espaço do outro, compreenda o lado do outro se coloque no lugar do outro, não queira ser o dono da razão, pois assim será possível você ser um parceiro ideal.
Imagine agora o outro fazendo o mesmo que você.
Se tornando assim o seu aprceiro ideal.

Beijos Anita Campos

9 comentários:

Marta disse...

Anita, penso que sempre existe uma tampa para a panela.. sempre há alguém nos esperando. Aquela pessoa que está guardada para sermos felizes!
Eu encontrei a minha e tenho a plena certeza que será eterno!
Casamento não é um mar de rosas, tem altos e baixos, mas precisamos fazer com que os dias sejam sempre lindos e que os momentos difíceis passem rápido e sejam poucos.
Beijocas

Ju Louseiro disse...

Faloou tudo aniita! Adoreei

Ser parceiro não é só que sejam feitas as nossas vontades, mas fazermos a do outro tbm...

Um beijo

Breatheless Tales disse...

Que post bonito! Enquanto eu lia lembrei de mim, lembrei de Sex and the City... de mim porque me casei com 30 anos e, é verdade, algumas vezes, como a Carrie do seriado, eu me perguntava se existiria um par para mim, se eu teria a minha alma gêmea. Eu esperei, mas não em casa sofrendo, esperei fazendo o que tinha que fazer e... o milagre aconteceu, neste mundo tão grande encontrei o amor da minha vida.
Um super beijo para vc, um exemplo tão bonito de esposa dedicada e que faz as pessoas verem que é possível a parceria no amor.

Juh** disse...

Assino embaixo em tudo, e dei risada com a sua definição do ideal rs... se for assim o meu é quase isso \o/ ele toca violão, não ronca, sabe cozinhar e faz QUASE todas as minhas vontades huahuahuahuahaua
Adorei o post
super beijos

Sandrinha disse...

Amiga vc mandou bem!
Realmente casamento é um ceder constante(as vezes um + q o outro), é cumplicidade, é querer se melhorar a cada dia, é doação, é superação, é aprendizado, é comprensão, é união, é caminhar ao lado, é verdadeiramente amar ficar juntinhos.
Peço sempre em minhas orações, q minha filha mais nova encontre a tampa da panela dela.
Pq a coisa tá difícil...rsrsrs.


Beijinhos!!!

Jessica disse...

Amei o post...e concordo com vc em todos os sentidos...
Ng é perfeito....assim como tb nós não somos...
E para entender, compreender e saber ceder, temos q nos colocar no lugar da outra pessoa sempre...
Eu jamais faço com meu marido, o q não gostaria q ele fizesse comigo...
Bjoooooooo

Jéssica e Inho disse...

Falou tudo Anita
Muito Bom ese seu post

ai como eu adoro passar aqui

Um bjo pra vc e outro pro sansão

Jéh♥

Isabelle disse...

Assino embaixo Anita.
Muitas mulheres acham desaforo ceder as vezes para o marido porque acham que estão sendo submissas ou algo do tipo.
Eu gosto de fazer as vontades da pessoa que eu amo, porque igual você falou.. ver a pessoa que a gente ama feliz, nos deixa feliz tbm não é ?

Amei seu post.
Beijoos

Singra Abreu disse...

Lindo e verdadeiro esse post Anita!
Parabéns! Vc é um amor de pessoa, adoro ler seu blog e ver as fotos do fofo do Sansão...Rs...
Realmente parceria é ceder, eu sou meio mimada e preciso melhorar muito...Rs...
Obrigada pelas dicas tão carinhosas e sinceras! Bjo!